Blog

Notícias e novidades da Octane e do mundo automotivo

O retorno dos importados: 2018 promete aquecer o mercado automobilístico de luxo

A indústria automobilística está em recuperação e vai acelerar o ritmo de crescimento no ano que vem

A crise econômica é uma realidade do brasileiro. Muitos setores empreendedores frearam suas atividades devido às dificuldades impostas pelas altas taxas e impostos, além, é claro, da queda do poder aquisitivo do consumidor. O mercado automobilístico de luxo também sofreu o impacto.

2017 foi um ano de cautela, tanto para os empreendedores do setor, quanto para os consumidores. Em seu recorde, a indústria automobilística vendeu 3,8 milhões veículos em 2012. Nos quatro anos seguintes, no entanto, esse número só caiu.

Em setembro, a revista Quadro Rodas realizou um fórum para discutir os rumos deste mercado em 2018. Antonio Megale, presidente da Associação Nacional dos. Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), participou do evento e afirmou que as previsões da entidade apontam a um avanço de 7,3% das vendas de veículos.

O presidente citou indicadores econômicos como a queda dos juros, a redução do desemprego e o fim da recessão ao justificar sua visão de que o pior momento da crise ficou para trás.

– A morte do “super IPI”  

Outro fator que pode ser considerado um dos responsáveis pelo renascimento do mercado automobilístico de luxo em 2018 é que, a partir de janeiro do próximo ano, o “super IPI” deixa de existir.

A taxa foi decretada em 2011 e significa um acréscimo de 30 pontos porcentuais sobre o IPI dos modelos estrangeiros, exceto os que vêm do Mercosul ou do México. O IPI é, aliás, o principal motivo do encarecimento dos modelos estrangeiros que, além dessa sobretaxa, recolhem também 35% de imposto de importação, sem contar a conversão para o real, o frete e outras tarifas.

Para 2018, no entanto, as novidades são boas. Várias importadoras automobilísticas já projetam encomendas para que os navios cheguem e abasteçam as lojas a partir de janeiro. Além disso, a consequência atinge também as produtoras nacionais, uma vez que os importados têm um papel de regulação no mercado, pressionando para baixo os preços dos modelos brasileiros.

– Resultados do VIII Fórum da Indústria Automobilística

No evento produzido pela Automotive Business, estudos IHS Markit mostraram crescimento de vendas de 3% no ano que vem, de 4,6% em 2019 e de 7,2% em 2020. Já a produção terá um ritmo diferente, com crescimento de 4,5% em 2018, de 2,1% em 2019 e de 3,9% em 2020.

Leave comments

Your email address will not be published.*



You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Back to top